Urgência de viver

No livro “12 Regras para a Vida” de Jordan B. Peterson, há uma parte em que fala da fragilidade da vida e da catástrofe da existência. Hoje ocorreu-me esse trecho do livro e até fui lê-lo novamente.

“Imagine um Ser que é omnisciente, omnipresente e omnipotente. O que falta ao Ser? – A limitação.”

O que seria do Ser Humano se soubesse tudo, se estivesse em todo o lado e se pudesse tudo? Qual seria o seu propósito ao acordar de manhã? Difícil de responder quando já não há mais nada a saber, a conhecer e a conseguir.

É a limitação da vida que a torna especial. É o facto de sabermos que um dia vamos morrer que nos levantamos todos os dias de manhã para darmos o nosso melhor e deixarmos a nossa marca enquanto temos tempo. É o facto de um dia a vida acabar que faz com que tenhamos urgência de viver. Se não, porquê fazer algo hoje quando temos sempre o amanhã?