Matemática intuitiva?

Ao longo do meu percurso académico, a matemática nunca foi grande problema para mim, até que cheguei ao 11º ano e as coisas começaram a complicar. Não que eu não gostasse da disciplina, achava-a era pouco aplicável às situações da vida real, o que dificultava a minha motivação ao estudá-la.

Hoje, no 4º ano da faculdade, estou a trabalhar num projeto de investigação na área do processamento de imagens médicas e no âmbito da inteligência artificial e agora percebo algumas das suas aplicações. Não que antes não percebesse, mas agora ao trabalhar efetivamente nesta área percebo que ela é importante ou mesmo essencial para conseguir alcançar certos objetivos.

Sendo isto claro para mim, e sabendo exatamente os tópicos a aprender e porque aprendê-los, nos últimos dias tenho estado interessado em aprofundar os meus conhecimentos nesta área. Tem sido engraçado rever tudo aquilo que já aprendi.

Isto faz-me pensar que às vezes é necessário um exemplo prático para que faça faísca na nossa cabeça. As pessoas são todas diferentes, e com isso têm diferentes formas de aprender e de se manterem motivadas. Se pensas que algo não é interessante ou que não parece ter aplicabilidade, pesquisa sobre isso. Muito provavelmente há, só ainda não a encontraste.