Escrever e singularidades do pensamento

Tenho uma extrema dificuldade em escrever conjuntamente com outras pessoas. Quando algo me obriga a tal, geralmente não costuma ser muito produtivo. Escrever para mim é sagrado e tem de ser feito individualmente.

O facto de pensar como penso é devido à singularidade de pensamentos. Enquanto escrevo, as palavras que acabam por ficar no papel são aquelas que passam pela minha cabeça de forma mais clara. Quando alguém de fora fala, enquanto penso para escrever, as palavras que transmite entram em colisão com as que penso, resultando numa salganhada de palavras e também numa folha em branco.

Por estas e por outras é que cada vez que escrevo gosto mais de o fazer em silêncio total. E mais, não só sinto isto para a escrita, como também para a leitura.