A coragem de desistir

Imagina que estás a subir uma montanha. Enquanto sobes, olhas para cima, e reparas que estás a mais de metade do caminho, no entanto, ainda te falta muito pela frente, e a montanha é íngreme. Nesse momento pensas: “Continuo a caminhar pelo mesmo caminho? Ou desço tudo e experimento outro por onde a jornada possa ser melhor?”

Por vezes, é complicado deixar tudo o que já foi feito e seguir algo novo. Sentimos que com isso tudo o que foi feito até então não serviu de nada, pois não seguimos com isso até ao final. Mas isso não é verdade. Todo e qualquer percurso, mesmo que não concluído, serve para aprendermos. Utilizando assim esses ensinamentos para escolhermos fazer algo melhor no futuro.

Enquanto por um lado pensamos que podemos estar a deitar tudo a perder por abandonarmos algo, podemos estar a deitar tudo a perder por continuarmos. Porque, a verdade é que não sabemos exatamente quais serão os resultados de ambas as escolhas. Mas cabe a nós decidirmos uma com base naquilo que sentimos e sabemos na altura.

É claro que a escolha de desistir de algo é mais complicada que a de continuar. É um ato de coragem. Porém, a primeira também poderá ter mais resultados subentendidos. Pois ninguém pensa em desistir, se algo não estiver a ir bem em primeiro lugar.

É algo que vale a pena a reflexão. Faz a tua parte, e sê inteligente nas escolhas que fazes.